Menu

Até que ponto chegar pelo corpo ideal?

   Olá gente, vou contar que foi bem difícil escolher o primeiro tema abordado por mim aqui, como -boa- indecisa que sou. Mas pensando bem, numa época marcada pela #geraçãopugliesi, por que não falar sobre a busca pelo corpo ideal?
   Motivação - essa é a palavra chave. É essa a ideia que a Gabriela Pugliesi tenta mostrar para suas seguidoras e amantes do mundo fitness. Mas espera aí, mais importante que começar a mudar o corpo, você precisa mudar o seu psicológico. 
   Quem nunca ouviu falar de dietas malucas com nomes estranhos ou de remédios milagrosos que te fariam secar em uma semana e arriscou fazer uso desses mesmo tendo que cortar alimentos importantes nas refeições para ter o corpo lindo, perfeito e, principalmente, igual ao daquela modelo magérrima ou até da panicat que vê na TV? Muitas pessoas investem nisso e acabam tendo um efeito contrário, no fim das contas, se você conseguiu perder alguns quilos ou ganhar músculos, tudo acaba voltando a ser como era antes e todo o esforço foi embora em menos dias que a sua dieta possuía.
   Mais um problema vem aí: o meu metabolismo não é igual ao seu e a minha genética não é igual a sua. E tem mais um detalhe: o meu psicológico não é igual ao seu. A mídia, desde sempre, tenta convencer as pessoas a acreditar que elas precisam estar mais magras, mesmo que elas já estejam saudáveis e isso afeta sim muitas pessoas. Que neurose é essa de conseguir o corpo ideal pro verão? Que frustração é essa que você está sentindo por não ter atingido o mesmo objetivo de uma pessoa que é totalmente diferente de você? Que culpa é essa por ter comprado uma barra de chocolate? Confesso que a minha vida não seria tão doce sem chocolate. Quem faria companhia a todas nós quando a TPM chegasse? Hahaha. 
   Antes que esse texto seja entendido como um: não busque uma vida saudável e aceite o seu tipo de corpo mesmo sem gostar dele, eu te digo que NÃO é isso. Busque ter uma mente saudável para ter um corpo saudável. Se exercitar é muito importante, mas acho que é preciso se identificar para não ser uma obrigação. Costumo falar para as minhas amigas e para mim mesma, que na vida, devemos buscar equilíbrio. Por que aqui teria que ser diferente? Eu não amo todos, mas tive que aprender a ingerir alimentos saudáveis, por aceitar que precisamos nos alimentar da maneira correta e não, eu ainda não me alimento super bem e ainda não deixei, nem vou, de comer o que sinto vontade. Do que adianta ser aceita em um estereótipo e não se sentir bem?
   É, quando a gente não está feliz com o nosso próprio corpo não conseguimos ficar felizes com a nossa própria vida, mas o que quero mesmo te contar é que você não é obrigada a seguir um padrão de beleza, você precisa ser o seu padrão, entender o seu corpo e principalmente, amá-lo.



Beijo,
Janyelle Carla



*Para fins de direitos autorais, declaro que a imagem utilizada neste post não pertence ao blog. Qualquer problema ou reclamação quanto aos direitos de imagem podem ser feitas diretamente com nosso contato. Atenderemos prontamente.

18 comentários:

  1. Adorei o seu blog *-* mais não achei onde te seguir, qnd pôr pfvr me avisar que será um prazer seguir vcs :*
    retribui a visita? http://omundodegarotasrak.blogspot.com.br/
    bjão :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Adla, vai descendo a página e no quem somos nós tem a opção, ta? Será um prazer visitar seu blog também :)
      Beijoo

      Excluir
  2. Meninas parabéns mesmo, você estão começando muito bem os post de vocês! Acompanho sempre.. e cada dia mais ansiosas pelas as novidades. Sorte e sucesso na caminhada e não desistam nuunca! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ótimo ler isso, obrigada mesmo, ta?? Beijo

      Excluir
  3. Parabéns pelo texto meninas!
    Um tapa na cara da sociedade, que de qualquer forma tenta impor esses padrões de beleza!
    continuem assim, sempre entrarei para ler mais ♥


    Seguindo, retribui?

    Piscadelas ;*

    http://lyarocher.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Lya. Importante estimular o amor próprio, né?? Estaremos sempre aqui esperando sua visita e faremos a nossa ao seu blog :) Beijoo

      Excluir
  4. Acho que o principal de tudo e nos aceitarmos como somos, pra depois sermos felizes com nós mesmo!
    Não sou perfeita, mas me amo, por que sou dessas.
    bjkas linda
    http://garotafucada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Bê. Também sou dessas hahah bjo

      Excluir
  5. Desconstrução, essa é a palavra chave quando vamos falar sobre corpo, temos que desconstruir que existe algo bom e algo ruim, o que existe são seres humanos e cada um é de um jeito. É um assunto sempre ótimo de tratar, mas sempre difícil, pois sempre caímos nas garras da mídia que manda e desmanda nos nossos corpos, mentes e atitudes. Iniciar a conscientização é o primeiro passo. O que é corpo ideal?

    www.raposalaranja.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fernanda, acho também que a mídia impõe muito sobre como as pessoas devem ser, é importante que elas sejam motivadas por si mesmas a escolher o corpo e afins que elas querem ter e ser, não é? Até mesmo pq quem decide o que é ideal pra gente, somos nós mesmas. Beijo

      Excluir
  6. Ameeei o texto! Eu penso exatamente como você! Esse contexto de corpo ideal é ridículo! Parabéns! ameei o blog!

    Um beeijoo ♥

    www.eaibonita.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada Jess, pois é, nós que escolhemos o que é ideal :) Beijão

      Excluir
  7. Ótimo texto. Concordo plenamente com você. Cada pessoa tem o seu próprio corpo ideal, o importante é se sentir bem com ele e não tentar alcançar corpos ditos ideais pela mídia e etc. Um beijo <3

    Dicas para Todas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, Mari. Exatamente isso, beijoo

      Excluir
  8. Olá linda, ameiii o texto, acho que a mudança tem que vir de dentro, as pessoas geralmente se inspiram em pessoas não reais, e ai entra doenças como bulimia etc.
    Blog da Joanna

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Anna, pois é e aí acaba gerando tantos problemas chatos, não é? :(

      Excluir
  9. Adorei! Realmente, cada um deve se amar como é, e quando conseguimos realmente fazer isso, nos libertamos e tudo vira mais leve e mais amor <3

    ResponderExcluir